Exame toxicológico – tipos e tempos de detecção

urine-test-strips-fb

Os exames para detecção do uso de drogas normalmente são realizados através da análise de amostras de fio de cabelo, urina, sangue, sêmen, suor, saliva e respiração.

Considerando a realização do exame no contexto de pais que querem lidar com um eventual uso de drogas do filho, os exames mais comumente utilizados são o do fio de cabelo e o de urina. (veja quando realizar um exame toxicológico em seu filho)

O exame que utiliza o fio de cabelo detecta o uso de drogas há mais tempo do que o de urina e só é realizado por laboratórios. O exame de urina detecta um uso mais recente e, além de também ser realizado em laboratório, existem kits caseiros que permitem que o exame seja realizado em casa.

Fonte: Livro Tratamentos Farmacológicos para Dependência Química. Autores: Diehl, Cordeiro e LaranjeiraFonte: Livro Tratamentos Farmacológicos para Dependência Química. Autores: Diehl, Cordeiro e Laranjeira (2010)

É importante que a escolha de qual exame realizar e de quando ele deve ser realizado seja feita em conjunto com o profissional que está auxiliando a família. Um exame feito na hora errada e no contexto errado pode mais atrapalhar o tratamento do que ajudar.

É importante considerar que um resultado negativo não excluí completamente o uso de drogas.

Algumas substâncias estão menos sujeitas a serem detectadas pelo exame, seja porque o exame não funciona para elas ou porque são eliminadas muito rapidamente do corpo. Também pode acontecer de estarmos realizando o exame especificamente para uma droga (devido ao histórico clínico) e o sujeito estar consumindo outra.

É também importante ter em conta que nenhum resultado é 100% confiável. A saber, quando o resultado é negativo, podemos afirmar com 70% de certeza de que não há uso de drogas. E quando o resultado é positivo, podemos afirmar com 90% de certeza de que sim, houve o uso de drogas. (Olson, 2014. Manual de Toxicologia Clínica)

Além de aspectos técnicos que apontam para algumas ressalvas que devemos ter com relação aos resultados, também existem algumas estratégias que os usuários utilizam para tentar burlar os testes que podem resultar em “falsos negativos”.

Por essas e outras é muito importante que a realização do exame toxicológico não seja uma ação isolada e fora do contexto de um tratamento mais amplo, e que seja acompanhado por profissionais capacitados, que ajudarão a dar a máxima utilidade para a realização desses exames.

Continue Lendo

Comente