5 dicas para conversar com seus filhos sobre bebidas alcoólicas

Conversa mãe e filho sobre álcool

Muitas vezes subestimamos a importância de conversas simples e cotidianas sobre bebidas alcoólicas com nossos filhos.

Um instituto americano de pesquisa sobre álcool aponta que os pais são uma das principais razões para os jovens decidirem não beber. E que a idade para começar a falar sobre álcool com seus filhos é desde os 9 anos de idade.

Como acontece com outros temas espinhosos, as conversas sobre bebidas alcoólicas podem nem sempre ser fáceis. Eis aqui 5 pontos a serem considerados nessas conversas.

1) Deixe claro que você desaprova o consumo de álcool por menores de idade

Mais de 80% dos jovens entre 10 e 18 anos afirmam que seus pais são a principal influência sobre sua decisão de beber ou não. Portanto, eles realmente estão ouvindo, e é importante que você transmita a sua desaprovação de forma clara e firme.

2) Demonstre que você está com, e não contra, seu filho(a)

Jovens são mais propensos a ouvir quando eles sabem que você está do lado deles. Tente reforçar o porquê você não quer que seu filho(a) beba – não somente porque você está dizendo, mas porque você quer que seu filho(a) permaneça feliz e seguro. A conversa é muito melhor se você estiver trabalhando com, e não contra, o seu filho(a).

3) Seja uma boa fonte de informação sobre álcool

Você não quer que seu filho(a) aprenda sobre o álcool com os amigos, a internet ou a mídia. Você quer que ele(a) fundamente suas escolhas com informações confiáveis sobre os riscos do consumo de bebidas alcoólicas. Esforce-se para que a fonte mais confiável de informações do seu filho seja você mesmo.

4) Mostre que você está prestando atenção e irá notar se seu filho beber

Você quer que seu filho(a) saiba que você está de olho nele(a), pois os jovens são mais propensos a beber se eles pensarem que ninguém perceberá. Há várias formas sutis de demonstrar que você está de olho, sem ser invasivo.

5) Construa com seu filho(a) habilidades e estratégias para recusar bebida quando lhe oferecerem

Mesmo que o seu filho(a) não queira beber, a pressão dos pares é algo muito poderoso. Pode ser tentador beber apenas para evitar parecer “por fora”. Para preparar o seu filho para resistir à pressão de grupo, você precisará ajudá-lo a desenvolver habilidades e a praticá-las. Simular uma situação hipotética com ele(a) pode ser bastante divertido e educativo.

Artigo traduzido e adaptado de: http://www.samhsa.gov/talk-they-hear-you/parent-resources/five-conversation-goals

Continue Lendo

Comente